sábado, 5 de novembro de 2011

Choro todos os dias.


Não sei o motivo, é um choro aparentemente banal. Mas é todo dia. Se estou em casa, ele chega e diz oi, eu choro. Se meu irmão chama carinhosamente minha mãe de gordinha (e ela é gostosamente muito magra), eu choro. De olharem pra mim, eu choro. Se eu leio um post de uma de vocês com o qual eu mais me identifico ou tenho medo, disparo um choro contínuo e uma tristeza sem fim. Tento sempre disfarçar afinal não consigo explicar e porque deixo as pessoas sem rumo ao me ver chorar assim de repente 'sem motivo' e frequentemente. Por várias vezes eu consigo, por outras, não.



Aqui entre nós, eu morro de medo disso piorar depois da gastroplastia por agonia de não conseguir/poder comer. Piorava quando fazia regime tomando remédio. Afinal, é tudo que tenho hoje, a comida. 

Eu nunca fui tão sensível assim. Não tenho motivos para duvidar de que estou com depressão, mas acho que não posso simplificar que se deve apenas pelo peso. .
É uma falta de energia sem fim, falta de energia para atravessar uma rua, de abaixar para pegar algo que caiu no chão, de me ajeitar no sofá!  Não vou nem falar da impaciência e irritabilidade, pois esse é o post da tristeza. Nem sei mais como descrever, só sei que é muita tristeza.

8 comentários:

Daniela disse...

Minha querida! Para tudo!
Vamos lá, respire fundo e engole o choro(rs).
Vendo você descrever estas sensações me vi há exatamente 2 anos. Quadro depressivo. Eu fazia terapia e achava que estava normal. Não estava. De tantos meus amigos me aconselharem a procurar um psquiatra e me tratar com medicamentos, sucumbi. Eu recebia até o telefone delas pra eu não ter desculpa. Comeceicom medicamento (nada de faixa preta) leve, mudei a terapeuta e me curei!
Vc tem que pensar que está ansiosa, procurando mudar algo que vc não gosta mas é difícil. O quadro de depressão é comum, mas tem cura! Lembre-se que você tem duas opções: ignorar ou fazer algo por você! Eu sei que vai escolher a segunda opção!

Bjs!

Dani

A Fim de Viver disse...

Ai Dani, só vc! Fez eu rir porque eu li a primeira linha do seu comentário e meus olhos já ensaiaram marejar (mwsmo!) quando veio o "engole o choro". Eu ri!
Vc acha que posso investir em psiquiatra e terapia depois da cirurgia? Porque antes é muita coisa e tenho medo de influenciar algo e postegar tudo.

Kelly disse...

Querida me vi em seu relato há pouco tempo atrás. Procura um especialista para te ajudar, entre reconhecer que precisa da cirurgia para melhorar tua vida e estar preparada para ela há uma longa distância, e para ter sucesso na cirurgia você precisa estar bem certa do que vai fazer e de tudo que acontecerá depois dela. Não adianta fazer a cirurgia com essa preocupação de querer comer e não poder, me preocupei com vc. Há 10 anos atrás eu vivi isso que você descreveu aqui, e sei o quanto é sério. Me add no msn pra gente conversar, tenho muita coisa pra te contar que pode te ajudar e muito. Beijos
kobor_3@hotmail.com

Loren disse...

Olha minha amiga infelizmente vc tem que ir ao medico ao psiquiatra, se não vc não dará conta depois da cirurgia. É muito puxado as primeiras semanas se vc não se cuidar vc não conseguira, não to querendo te desanimar muito pelo contrario que te ajudar não me leve a mal, eu sofri quando foi as duas primeiras semanas pq vc sente fome mesmo apesar de não ter fome so a vontade de comer.
Então minha amiga se cuida pq vc merece.
Milhões de beijos e estou aki ta pro que der e vinher.

Sonhando os sonhos de Deus disse...

Amorzinho começa indo logo no psicologo para ver se consegue controlar essa tristeza, pois nao faz bem fikar assim imagine depois da cirurgia q passa tanta coisa na cabeça da pessoa q vc nem imagina...eu tive uma cirurgia bem trankila, atualmente to tendo uns pequenos desconfortos com gases e passei vontade aki em casa com pao quente com queijo na chapa e sei q isso é so o começo...rs...obrigada por passar sempre pelo meu blog....beijao

Fabi disse...

Ja passei por toda essa barra pesada que voce ta passando... De certa forma, é bom você já saber que isso pode piorar depois, já que não poderá comer a vontade para acalmar um pouquinho seus medos e inquietações. Infelizmente, segundo o que sei, voce não pode operar sem antes tratar isso. Como você deve estar careca de saber, o pós é bem complicado, em especial no lado psicológico. Fico triste por você, ter de conviver com não operar e tratar ou só operar e ver o que ocorre. Mas procure cuidar dessa cabecinha primeiro. A não ser que sua psico diga que tudo bem, afinal só você realmente sabe o quanto isso tem te atrapalhado, se você vai agüentar a barra de boa depois. Mas espero, do fundo do coração, que você fique bem, que você encontre um meio de acabar com esse impasse, e que você vença isso. Eu comecei a vencer minha depressão no momento em que me revoltei contra não conseguir ser feliz, nunca estar me sentindo satisfeita, plena. Meu lema hoje é que todo mundo tem direito a felicidade nessa vida, ninguém merece passar por ela sem ser feliz. E não foi psicologia que me curou... Se cuida, beijos, conte comigo!!!

Alexandra disse...

Meninaaa procura ajuda agora, acho q quase todas já passamos por uma fase dessa e não é fácil, mas vc tem q ficar bem p fazer a sua cirurgia, não se preocupe DEPOIS será uma fase de adaptação e reeducação, e logo logo está se alimentando direitinho e bem. Eu não operei ainda, mas tenho muitos amigos q já e todos estão muitissimo bem, comem praticamente de tudo, mas pouco. Bjsss e se cuida

naty disse...

Tu jah começou o acompanhamento psicologico??? Se não corre pra fazer pq certeza de quem jah passou por uma depressao vc esta com muitos sintomas.
Força ai e conversar com Deus ele ta sempre ai do seu lado pra te ouvir. E nele que despejo todas as minhas afliçoes e ansiedades. Não é facil mesmo.
Melhoras e no que precisar pode contar comigo viu!
bjos

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...