quinta-feira, 8 de maio de 2014

Tentando quebrar o ciclo de super jacadas - (1 ano e 1 mês)

04.05.14 - Domingo


O dia seguinte à grande jacada do casamento.. eu não acordei exatamente com vontade de puxar o freio de mão de calorias, mas segui o dia só dando uma aumentadinha nas quantidades e me ocupando com atividades que me distraem e liberam energia (pra compulsão), tipo... lavar louça, recolher roupa do varal..  foi bom. À tarde fiquei sozinha, consegui me segurar, mas me dei um pote de sorvete de massa de whey. O duro é que quando ele acabou eu queria taaanto abrir outro..

Mas o bicho pegou mesmo foi à noite. Começou aquela angústia, aquela ansiedade só de pensar que a segunda estava chegando, o trabalho, a vontade de beber.. Eu tentava focar no fato de que nos dias seguintes das jacadas de cerveja eu tenho piriri/flatulências fedidas e isso me fez passar apuros mega constrangedores no trabalho. Diante desse cenário, tenho me imposto a regra de beber apenas um dia antes de um dia de folga (isso me libera pra beber sexta e sábado à noite). O problema é que meu comprimidinhos de Valeriane já não seguravam, o peito estava a milhão, as pernas inquietas (especialmente do joelho para baixo, é como se o sangue estivesse sendo bombado a 400km/h), a ansiedade me sufocando.. Caí no choro. Que desespero. Aí não teve como, rolou um rivotril sublingual de ação rápida. Fiz também uns litros de chá quente, enrolei maços grossos de alface em um resto de cottage que eu tinha, fiz claras no microondas, peguei bolachinhas de arroz, milhares de claras.. enfim.. 
O marido tem sido ótimo, vem pingar floral de bach pra mim, faz massagem nas pernas, muito preocupado, faz o que pode...






05.05.14 - Segunda

Na segunda, foi aquele auto stress no trabalho. Estou com consciência que o problema sou eu, não o trabalho atual. Fico muito nervosa, me cobro demais, fico agoniada com o tanto de coisa a fazer, pouco tempo enfim.. Contei cada segundo para as 18h e saí de lá correndo, morrendo de vontade de beber e...



Tomei alguns chopp (3 de 500ml) com isca de carne, pão (torrada temperada com farofa) e umas batatas fritas com catchup e mostarda. Mordidas no Whooper (Burger King) dele. O marido me enrolou para que eu fosse ao banheiro e aproveitou essa situação para jogar a bandeja no lixo pois eu não parava de comer e nem conseguia joga fora.
Chorei copiosamente diante do balcão de uma doceria pois simplesmente fui incapaz de escolher um doce pois eu queria todos. Um pote de sorvete de massa 200gr.


Depois voltei a chorar pois queria comer cachorro quente. Eu olhava e queria tudo. Fiz irmos parando de padaria em padaria ate achar uma coxinha bem grande (em uma, achamos mini coxinha, comi uma mas não me satisfez). Chupei mais um sorvete. Em casa, fiz um pote cheio de

iogurte, granola, trigo, amaranto, gergelim... Tudo virando direto do pote, sem colher..grande quantidade (foi uma espécie de vingança por sempre ter que medir tudo), yakult e iogurte de garrafinha (ja estava praticamente dormindo enquanto tomava, até derramava pela boca). Quando adormeci, tive paz.



06.05.14 - terça


Uma latinha de bala diet a tarde, muito chá, chá gelado, chá quente, vitamina C.. sempre algo na boca.
Ahhh que difícil !!! Chorar de vontade. Como pode?
Para resumir, a tática foi redução de danos. Comi muito para não beber. Comi coisas saudáveis e pouco calóricas para poder comer muito. 
Cheguei em casa daquele jeito. Já avisei o marido: preciso comer, rápido. Aí ele entende que estou insana pra comer, preciso que ele me ajude para que seja o mais rápido possível. Piso em casa, não tiro nem o sapato, fui direto pra geladeira. Viro chá gelado na goela, faço claras no microondas (1min) e vou comendo enquanto preparo a comida... A palavra de ordem é encher. Enquanto lavava a verdura, ralamos duas cenouras (sempre prefiro crua pra mastigar muito e ajudar na ansiedade e saciedade), comi um pepino tb.. ali, em pé.. sem picar.. Bife, claras ..  haja proteína pra ajudar na saciedade. Umas 13 claras.
O importante era se manter cheia, mastigando até o iogurte da noite na cama

07.05.14 - quarta
redução de danos.
300gr de repolho roxo, bife, claras, claras, claras e o iogurte..

08.05.14 - quinta
Hoje o dia começou difícil desde cedo... aquela ansiedade maluca no trabalho.. Foram uns 5 comprimidos de valeriane só de manhã, 3 litros de chá quente, quase 2litros de chá gelado, café da manhã, lanche, claras, balas, vitamina C..
Almoço? 420gr (de comida saudável) e raspei o prato. Picolé zero de sobremesa e mais chá gelado, bala diet e... ahhh hoje é meu rodízio, entrei e saí mais cedo.. há dias pensando em como seria sair com o solzinho, parar em um barzinho de calçada e ser feliz com uns chopes Brahma.. parece a própria visão da liberdade..
Muita concentração, muita clara* , muuito valeriane, 600gr de pitaya vermelha de lanche, 300gr de alface, lata de sardinha, carambola, muito chá e obvio.. elas, as claras. e consegui não ir beber (mas planejando ansiosamente uma saída amanhã)..
As peripécias gastro intestinais (profundo constrangimento no trabalho) do dia seguinte ... tem sua contribuição na minha resistência.
*(tinha 'apenas' 8 ovos em casa, fui ao mercado e comprei 80, sim, oitenta ovos extra grandes).. 5 pés de alface, enfim.. acho que eu precisava ver comida, comprar comida..
...

Não sei se já registrei aqui, mas minha terapeuta tem insistido comigo de buscar ajuda especializada em compulsão pois ela sente que não está conseguindo me ajudar o quanto preciso. 
Depois um tempo de resistência..
Amanhã tenho a primeira sessão com uma psicóloga especialista em distúrbios alimentares. Vamos ver...

3 comentários:

Juliana disse...

Isso também aconteceu comigo. Aliás acontece ainda hoje, pq estou grávida e só penso em comer.
Acho que nosso medo de engordar faz com que nossa compulsão tome maiores proporções. Nós sempre teremos a cabeça de obeso, por isso vamos sempre querer comer mais do que cabe.
Posso dizer que só pelos seus resultados em 1 ano, vc com certeza é uma caso de sucesso.
Nossa vida vai ser assim, um dia pizza, no outro salada. Mas com o tempo vc vai ver que ficar neurótica é normal, mais que você ainda vai continuar mais magra que todos à sua volta! Não deixe que seus medos tirem a felicidade de caber em um 36! E não deixe que os comentários dos outros te derrubem. Se uma pessoa não tem algo de bom pra dizer pra você, coitada da vida dela, não deve

Juliana disse...

ser uma pessoa realizada, com certeza!

Nati W. disse...

Nos conte tudo dessa nova psicologa!
:)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...